sexta-feira, 25 de maio de 2018

XIII Festival Internacional da Máscara Ibérica - parte IV

Este ano consegui ir à zona onde os mascarados se preparam e estar na zona que antecipa o desfile, foi uma grande confusão mas muito engraçado, com muita animação e tropelias :)
Optei por fazer os desenhos no local com alguns apontamentos e deixar a cor para um local mais sossegado.

Acabei por optar desenhar mascarados que não tinha registado no ano passado, há sempre novos grupos a participar, estes foram o grupo do Carnaval Hurdano da Estremadura, de Espanha.






quinta-feira, 24 de maio de 2018

XIII Festival Internacional da Máscara Ibérica - parte III

Ao fim da tarde de sexta feira a musica tradicional Irlandesa dos Bregia subiu ao palco :)


quarta-feira, 23 de maio de 2018

XIII Festival Internacional da Máscara Ibérica - parte II

Os animadores do "Entroido de Semede" da Coruña, Espanha, estavam a animar a zona onde se faziam ensaios para os concertos a acontecer na sexta feira ao final do dia, e acabei por fazer um registo meio desastrado das personagens, isto porque o material caia por todo o lado, já tinha pessoas a segurar o estojo e a apanhar canetas... isto não vai resultar assim :p. Depois fui-me sentar mais sossegada no stand de Valongo para conhecer as suas personagens, que são das comemorações do São João.



terça-feira, 22 de maio de 2018

XIII Festival Internacional da Máscara Ibérica - parte I

Este ano regressei aos jardins da praça do Império, em Belém para registar as atividades do FIMI. Estive durante o dia 18 e 19 e este ano os desenhos acabaram por ser um bocadinho diferentes pois não fui com a mesma energia, por isso no primeiro dia dediquei-me a coisas mais estáticas em vez de percorrer o recinto atrás dos animadores.

Parei no stand do Sr. António Alves, que desde que se reformou dedica-se a fazer os caretos tradicionais das festas dos rapazes da aldeia de Varge, no distrito de Bragança. São máscaras fantásticas que resultam do seu imaginário, todas diferentes e originais! As mais bonitas são em madeira, de pedaços de troncos com raízes e ramos que se transformam em cornos, cobras e deformações que as fazem assustadoras! As mais requisitadas pelos foliões são de chapa pois são mais leves para usar, mas também as há de cortiça e de "escrinho", feita em palha de centeio e de silva (mais escura). Esta última da aldeia de Baçal, arte que agora perpetua depois da única pessoa que as fazia ter falecido.
É dos poucos artesãos que se dedica a perpetuar esta arte, que como sempre fica ameaçada se ninguém por ela se apaixonar :)



segunda-feira, 14 de maio de 2018

Igreja do Bonfim, PoSk #43

Encontro de desenho com o grupo Porto Sketchers - PoSk. Estivemos na Igreja e cemitério de Bonfim, a manhã começou com uns pinguinhos mas logo o céu se abriu para desenharmos à vontade! O desenho do interior teve de ser por partes pois foi dia de funerais, mas lá se fez um desenhito :)


Igreja do Bonfim - Aguarela e grafite


Igreja do Bonfim, interior - Aguarela


Cemitério do Bonfim - grafite aguarelável

sexta-feira, 4 de maio de 2018

Antiga Lota de Aveiro

Um modo fluorescente de olhar para a antiga lota de Aveiro.
Canetas pincel.

quinta-feira, 3 de maio de 2018

Ensaio da Banda Amizade

A Banda Amizade andou em ensaios para o concerto de 1 de Maio no Teatro Aveirense e os ASk foram convidados para registar alguns dos momentos. Aqui ficam os meus desenhos.
Mais dasenhos dos ASk aqui



quinta-feira, 26 de abril de 2018

XIII Festival Internacional da Máscara Ibérica



Lisboa é mais uma vez palco do Festival Internacional da Máscara Ibérica (FIMI), a realizar novamente nos jardins da Praça do Império, frente ao mosteiro dos Jerónimos, entre os dias 17 e 20 de Maio.

A organização, que resulta de numa parceria entre a Progestur, a EGEAC (Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural) e a Câmara Municipal de Lisboa, lançou novamente o desafio de uma iniciativa de desenho que envolvesse a representação das máscaras. Deste modo, os Urban Sketchers Portugal associam-se ao XIII FIMI, lançando o convite de um Open Call para o registo dos dias do festival, desenhando as máscaras, os concertos, atividades, animação de rua e ambiente festivo.
O ponto alto será no sábado dia 19, durante o desfile de máscaras, contando com mais de 30 grupos vindos da Península Ibérica e muitas outras surpresas.
A entrada no recinto é gratuita e não é necessário inscrição para a participação. No entanto, e para desenharem mais à vontade, a organização disponibiliza aos USkP credenciais de livre transito para as áreas restritas do evento, tais como a zona onde os mascarados se preparam e outras. Para tal, basta solicitarem o pedido de credencial com o vosso nome para o seguinte email irislima@progestur.net , e que poderá ser levantada, nos dias do festival no recinto junto ao stand da Progestur, podendo aí obter mais informações sobre as áreas de acesso. No entanto, se por alguma razão não puderem pedir atempadamente, basta dirigirem-se ao stand para o solicitar.

Irá igualmente realizar-se uma exposição com os desenhos feitos no ano anterior durante o festival, a qual ficará patente no Centro Cultural Casapiano juntamente com outras exposições relativas ao festival.

Seguem em anexo os links das páginas oficiais onde poderão seguir o programa
Link do site FIMI http://www.fimi.pt

Alguma duvida podem contactar-me através do email suzanannobre@gmail.com

Até lá :)

segunda-feira, 23 de abril de 2018

Pessoas e bicharocos

A última viagem a Lisboa foi de fugida mas ainda deu para uns desenhitos.
Desenhos a caneta pincel.

 
 
 




quarta-feira, 18 de abril de 2018

LaBaq no Vic//Aveiro Arts House

Um bonito concerto da Brasileira LaBaq que anda na sua tourné por Portugal. Teve lugar num lugar emblemático em Aveiro, a sala de cinema privada da casa do artista multifacetado Vasco Branco. A casa onde viveu o cineasta, pintor e ceramista aveirense, é hoje a Vic//Aveiro Arts House, foi transformada pelo seu neto Hugo Branco, num museu vivo que não deixa esquecer toda a sua dedicação às artes. É uma guesthouse, um museu, residência artística e local de concertos e outros eventos ligado às artes. O seu nome artístico Vic, tem uma origem curiosa, mas só quem lá vai para conhecer fica a saber ;)